Por que a violência em São Paulo está crescendo?

Oii pessoal do Blogando Noticias! Estou realmente feliz que o blog estreou um novo layout, e que minha amiga e Chefa Mari, me pediu para fazer um texto sobre a escalada de violência em São Paulo. Como sempre desejo longa vida ao blog, para que eu também possa dar meus pitacos vez ou outra. Mais uma vez, serei breve.

Antes de dar minha opinião, porque todo mundo tem direito a dar uns pitaquinhos, quero deixar salientado que me é impossível de fato ter certeza do que está acontecendo por lá, por simplesmente não viver lá. Agora o “viver lá” não é só por não viver lá, mas simplesmente porque eu não consigo sentir como é morar por aquelas terras, como um paulista sente  ou como alguém que vai pra lá em busca de trabalho.

Violência em São Paulo

Alguns números

Meio que só por ai, qualquer coisa que eu venha a dizer invalída meu comentário. Então fiquemos um pouco nos dados. Faz um ano mais ou menos que a violência vem diminuindo bastante em SP, e só agora que ela voltou a crescer. [Aqui um site com alguns números ].

O mesmo site aponta a causa à grupos do de traficantes.
Mas, se esse grupo que atua em São Paulo e porquê não em grande parte do país, estava parado e só agora ele voltou a se movimentar desse jeito? Algumas das hipóteses que eu levanto é a provável movimentação do governo paulista que “deve” — porque eu não tenho certeza — estar impedindo a entrada de drogas/armas nas suas fronteiras.

Ou nosso governo federal que “deve” — ao menos ambos deveriam trabalhar mais fortemente impedindo a entrada em ambas as fronteiras — estar se movimentando de algum modo. Senão isso — que deve ser feito em breve — a policia de São Paulo, na sua área de inteligência deve estar causando alguns problemas graves a esta “organização”, ou o mais óbvio, os presos que estão sendo transferidos para presídios federais de segurança máxima.

Os Policiais e seus Familiares

É claro e distinto que eles estão atacando mais os policias civis/militares e seus familiares — como uma menina, filha de um PM eu acho, que veio parar na Bahia, depois de fugir de um sequestro — muitas vezes cobrando favores a “bandidos menores”. E também, estão “ameaçando” a população no seu ir e vir, ou seja, atacando os ônibus.

Meio que é este o cenário que eu penso que deva estar acontecendo. A policia apertou, eles estão revidando. Ou se a policia e o judiciário não apertaram, ai meu amigo, é agora  que o “couro está comendo”. Mas como houve uma diminuição de assassinatos só consigo imaginar que a policia apertou o cerco — a outra possibilidade é tão ruim que não quero levantar.

Alguns paulistas dizem…

Como frequento sites de defesa, vi alguns paulistas falando em números absolutos da população, que a policia paulista é mais bem preparada, e que não era assim uma situação tão ruim não. Mas sejamos sinceros, se uma menina fugiu e veio parar aqui (pois moro na Bahia) depois de um sequestro, a coisa deve estar bem feia sim. Também tive noticias de um amigo que mora num estado do sul do país que os ataques a ônibus feitos pela bandidagem local têm a participação indireta do grupo de bandidos que estão em SP.

Como melhorar essa situação?

É o que me pergunto. Aqui em Salvador morrem quase que diariamente de 7 à 10 pessoas. Quase o mesmo número de SP hoje. É só ver o jornal daqui.

Meio que para mim ficou claro que se trata de um problema nacional.
Lá em SP se sabe que eles estão “organizados” e quase pregando o terror naquela população, hoje principalmente entre os policias. Mas os números são tão contundentes que negar que se trata de um problema social não me parece viável. — É um Problema Social.

Comentando com Mari um dia desses, discutíamos o “porque” do número de traficantes/bandidos estar aumentando tanto, apesar de vivermos um Ótimo momento econômico. Citamos causas como “é preciso ter e não ser”, “pressa em ter”, “não preocupação com a vida do próximo” ou “quem de fato mantém o tráfico”.

Sempre pensei junto a um amigo há muitos anos atrás, antes de nem imaginar a tentar fazer Filosofia que assim que houvesse oportunidade de escola e trabalho, a coisa viesse a melhorar.
Como vemos me enganei.

O que mais me preocupa hoje é com o bem-estar da minha família, dos meus amigos, o meu mesmo e com tudo isso. Vi num blog um japonês que mora em Porto Alegre e que ADORA o Brasil, mas de tanto ser assaltado pensa em voltar para sua terra natal.

Vive-se Sempre!

Mas enfim, Vive-se Sempre. Como costumo dizer, “eu posso morrer em casa mesmo oras, rs”, e não devemos nos acuar diante destes problemas, assim como não devemos negar que existem. De resto, sorte para o povo paulista, para nós todos e estou certo que um dia viveremos em paz.

Abraços!

Deus conosco.

Se gostou do post curta também no facebook:

9 Comments

Leave a Reply

Ao continuar navegando neste website você está aceitando a nossa Política de Privacidade, que explica como seus dados podem ser usados para melhorar sua experiência e como serão protegidos Leia mais .