Cálculo Exato

20 anos de existência da "Honda Fireblade"

Em novembro de 1991, a Honda fez a apresentação da CBR900RR Fireblade, uma moto que viria a revolucionar o segmento SuperSport. Desenvolvida sob o conceito de  ter um peso baixo e volume reduzido e apresentar uma relação potência/peso imbatível, a CBR900RR de primeira geração veio equipada com um de motor de 893 cc e uma potência máxima de 124 cv. À época, estes valores não eram uma referência, já que as “mil” conseguiam facilmente mais 20 cv. 

Mas a grande vantagem do modelo japonês era juntar as dimensões e peso da classe mais pequena de 750 cc com as resposta de um motor de 1000 cc. Assim criou um novo nível de desempenho dinâmico, com extrema agilidade. A CBR900RR foi pioneira num novo mundo de modelos de superesportivas, estabelecendo-se como uma referência para os  modelos posteriores.

Confira a seguir as evoluções mais marcantes ao longo de duas décadas de Honda Fireblade….


1992-1995, CBR900RR Fireblade (893 cc)

Inicialmente desenvolvida como uma moto de 750 cc, a primeira CBR900RR combinou a potência de 893cc com um chassi ultra-leve e uma geometria agressiva para criar uma revolução: uma revolução que pudesse tornar a Fireblade uma lenda quase de um dia para o outro.


1996-1999, CBR900RR Fireblade (919 cc)

Uma significativa evolução da moto de origem, com o motor mais poderoso de 919 cc (1 mm de diâmetro mais largo). A mudança funcionou ainda mais com um chassi mais sofisticado para oferecer um desempenho ainda maior.


2000-2001, CBR900RR Fireblade (929 cc)

A primeira Fireblade a utilizar a tecnologia de injeção do combustível PGM-FI, a Fireblade de 929cc também ostentou um chassi completamente novo. Isto proporcionou a montagem do braço oscilante na traseira da caixa do motor para pensar num conjunto do chassi mais leve e mais compacto.


2002-2003, CBR900RR Fireblade (954 cc)

Mais leve e mais potente que o modelo de 929 cc, a Fireblade de 954 cc também apresentou um chassi e um braço oscilante mais rígidos, apoio para pés mais elevados de modo a alcançar ângulos de inclinação maiores e uma configuração mais aerodinâmica. O resultado foi um desempenho impressionante em estradas e circuitos.


2004-2005, CBR1000RR Fireblade (998 cc)

Inspirada pelo modelo RC211V de 990 cc da Honda do Campeonato Mundial de Motociclismo, a CBR1000RR proporcionou a estreia de uma série de novas tecnologias, posicionando a Fireblade na linha da frente. As principais características incluíram um poderoso motor de 998 cc, o amortecedor de direção electrônico HESD de primeira geração e uma configuração da suspensão traseira Unit Pro-Link.


2006-2007, CBR1000RR Fireblade (998 cc)

Mais leve, mais potente e mais maleável que o modelo anterior graças a melhorias, como por exemplo, o braço oscilante mais leve, parâmetros revistos da suspensão e um novo sistema de escape, esta geração da CBR1000RR ilustra totalmente a rigorosa busca pela perfeição da Fireblade.


2008-2011, CBR1000RR (999 cc)

Um novo conjunto de estilo acondicionado num quadro mais leve e com um motor mais poderoso. Ao passar a centralização de massas para o nível seguinte, a CBR1000RR de 999 cc utilizou um silenciador rebaixado em vez da configuração anterior na parte inferior do assento e uma embreagem deslizante assistida, para melhorar a estabilidade sob condições de frenagem e durante a entrada numa curva.

 

 

Com a apresentação oficial da nova CBR 1000RR na Europa, a Honda comemora o 20º aniversário da Fireblade, um modelo que chegou ao mercado para criar uma verdadeira revolução!!!!

 

FONTE: http://motordream.uol.com.br/noticias/ver/2011/09/29/especial-20-anos-de-honda-fireblade

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *