Acusado de massacre em cinema diz não saber por que está preso

James Holmes comparece a corte distrital do Condado de Arapahoe

James Holmes, acusado de matar 12 pessoas durante a exibição de estreia do mais recente Batman em um cinema do Colorado (EUA), perguntou a um funcionário o porquê de ele estar preso, informa o site do jornal New York Daily News, que cita um funcionário da prisão onde o suposto atirador está.

“Ele afirma que não sabe por que está na cadeia”, diz o funcionário. “Ele perguntou: ‘Por que eu estou aqui?'”, cita a fonte, que não teve o nome divulgado. O suspeito ainda reclamaria da comida da prisão. “Ele diz que sua barriga dói”, afirma, “ele reclamou uma vez que não gosta da comida (…) o cara matou 12 pessoas e está irritado porque não está recebendo uma refeição quatro estrelas?”

Em outra reportagem, do mesmo jornal, um funcionário afirma que o preso, que está na solitária, chegou a perguntar como é o final do novo Batman. “Como se não fizesse ideia de que havia algo de errado no que estava dizendo. Foi algo mórbido (…) acho que está se esforçado para agir como um louco.”

Holmes compareceu diante da Justiça na segunda-feira e teve seu indiciamento marcado para o próximo dia 30. Ele apareceu pela primeira vez em público ainda com os cabelos tingidos de laranja e permaneceu de cabeça baixa enquanto o juiz lia os documentos judiciais. Tinha uma fisionomia perdida e entristecida, pendendo a cabeça lentamente da direita para a esquerda.

Ele é acusado de ter matado 12 pessoas e de ter ferido 58 na sexta-feira no cinema Century 16 de Aurora, subúrbio de Denver, durante a concorrida estreia à meia-noite do último episódio da trilogia Batman. Holmes foi preso sem opor resistência no estacionamento do cinema. Depois de sua detenção, o suspeito foi colocado em isolamento para a sua própria proteção. Além disso, a polícia precisou usar um robô para realizar uma “limpeza” em seu apartamento repleto de explosivos.

Fonte: Terra Notícias

Leave a Reply