Cálculo Exato

As 10 cidades mais perigosas do mundo em 2011



1. Bogotá, Colômbia

Carro-bomba explodi em frente a estação de radio, agosto de 2010
Embora a segurança na Colômbia tenha melhorado significativamente nos últimos anos, a violência dos grupos narco-terroristas continua a afetar algumas áreas rurais, bem como a capital, Bogotá. Em agosto de 2010, um carro-bomba explodiu em frente à estação de rádio Caracol, em Bogotá, e em outubro, as autoridades colombianas afirmam ter frustrado um outro ataque com carro-bomba dirigido ao Centro Nacional de Administração, em Bogotá. Algumas organizações criminosas continuam a raptar e prender civis de resgate ou como moeda de barganha política. O fato de que a Colômbia tem uma das maiores taxas de crimes violentos no mundo é o bastante para entender o quão perigoso é Bogotá.

2. Ciudad Juárez, no México

Ciudad Juárez é uma cidade que está crescendo rapidamente, apesar do fato de ser chamada de “a zona mais violenta do mundo fora das zonas de guerra declarada.” Infelizmente, parece que o crime está crescendo junto com a cidade. Havia cerca de 1.400 assassinatos na cidade em 2008 e mais de 2.500 mortes relacionadas com droga no mesmo período em 2010. A vida pública é quase paralisada pelo medo de ser atingido por uma bala perdida ou pelo temor de um seqüestro. Nos últimos 10 anos Ciudad Juárez contabilizou mais de 400 mulheres, vítimas de homicídios sexual.

3. St. Louis, Missouri – EUA

De acordo com um recente estudo analisando pelo FBI, St. Louis está no topo da lista das cidades mais perigosas dos Estados Unidos, batendo Camden, Detroit e New Orleans, as cidades mais perigosas do ano passado. Após a primeira pronaunced “Cidade Mais Perigosas da América em 2006 e chegando em segundo lugar em 2009, St. Louis, mais uma vez alcançou o topo. St. Louis teve 2,070 crimes violentos por 100.000 habitantes, em comparação com uma média nacional de 429,4.

4. Port-au-Prince, Haiti

Apesar das mudanças governamentais que ocorreram em 2004, Port-au-Prince, capital e maior cidade do Haiti, ainda vê regularmente surtos de violência e manifestações. Não há  uma verdadeira força policial que mantenha a violência sob controle na cidade e todo o país é literalmente controlado por criminosos. Além disso, enquanto uma força da ONU tem prestado assistência a polícia no país desde 2004, a sua presença não garante a segurança absoluta para os visitantes e residentes. O Haiti está entre os quatro países mais importantes para o trânsito de drogas para os EUA. Seqüestro, ameaças de morte, tiroteios relacionados com a droga, car-jacking, assaltos à mão armada e arrombamentos de casa são comuns em Port-au-Prince.

5. Mogadíscio, Somália

Em agosto e setembro de 2010, terroristas lançaram uma ofensiva de ataque militar contra o Governo Federal de Transição e da União Africana. Em agosto, uma bomba explodiu e danificou três carros civis matando nove pessoas e ferindo outras 25, e em setembro, aconteceram dois ataques suicidas no aeroporto de Mogadíscio.  Assassinato, seqüestro, bloqueios de estradas ilegais, o banditismo, e outros incidentes violentos e ameaças aos cidadãos estrangeiros podem ocorrer em Mogadíscio, bem como em qualquer região da Somália. É Imprevisível os conflitos armados entre milícias rivais e tudo acontece e em torno da cidade. Os ataques terroristas, transfronteiriças e a guerra brutal, os crimes de rua destroem o país diariamente.

6. Caracas, Venezuela

Em 2010 a cidade de Caracas estava entre as 10 cidades mais perigosas do mundo. Bem, ela mantém o seu lugar na lista em 2011. A taxa de homicídios na capital da Venezuela está entre os mais altos do mundo, lá como em muitas cidades do mundo a violência está relacionada ao tráfico de drogas e tem como agravante o  fato de que o país está localizado entre os EUA e a Colômbia. Assaltos à mão armada são comuns na cidade, mesmo em áreas considerada segura e visitada por turistas. Seqüestros expresso, em que as vítimas são apreendidas em uma tentativa de obter dinheiro rápido em troca de sua libertação, são um problema na cidade. Pior ainda, as investigações policiais em seqüestros revelaram que os policiais estão freqüentemente envolvidos. O crime é mesmo desenfreado no aeroporto, que por si só é dito ser repleto de corrupção. Sem falar é claro, n

os batedores de carteira, ladrões de hotel, golpistas e malandros.

7. Port Moresby, Papua Nova Guiné

A criminalidade é um problema sério em toda Port Moresby, capital e maior cidade da Papua Nova Guiné. Se você decidir viajar para lá, você está em correndo um grande risco com crimes violentos, como estupro e roubo. Além disso, roubos de carros, apedrejamento de viaturas, batedores de carteiras, assaltos à mão armada são os grandes problemas em torno da cidade. Visitar locais públicos, tais como campos de golfe, praias, parques podem ser perigosos para os visitantes. Mesmo o transporte público é perigoso, tornando o aluguel de automóveis a forma mais segura de transitar em todo o país. Além dos crimes, Papua Nova Guiné está numa zona sísmica ativa: tsunamis, terremotos e deslizamentos.

8. Grozny, na Chechênia, na Rússia

Em 2003, a ONU chamou Grozny “a maior Cidade mais destruida na Terra.” A cidade sofreu muito com guerra desde os anos 90, quando o exército russo demoliu grande parte da cidade. Gangsters máfia, corrupção criaram muitos problemas para a autoridade. O crime organizado é galopante, bem como são elevadas as taxas de estupro, alem dos sequestros ser um problema sério. Alguns edifícios destruídos estão sendo reconstruídos, mas muitos continuam a viver sem eletricidade ou água. Muitos Chechenos fugiram para lugares como Daguestão ou Azerbaijão, por insegurança em seu país natal.

9. Santo Domingo, República Dominicana

Se você decidir viajar para a República Dominicana, este ano, você deve considerar seriamente deixar objetos de valor em casa. O crime continua a ser um grande problema em toda a República Dominicana. Enquanto assalto e carteiristas são os crimes mais comuns contra os turistas, denúncias de violência contra os habitantes locais e estrangeiros estão a crescer e os relatos de roubo de carros tem aumentado. Além disso, manifestações, protestos e greves gerais ocorrem periodicamente.

10. Muzaffarabad, na Caxemira, o Paquistão

Embora seja considerado um “paraíso na terra”, conhecida principalmente pela beleza serena e cativante dos seus lagos, pelos rios deslumbrantes e magníficos jardins, a Caxemira é considerada por muitos acadêmicos o lugar onde o holocausto nuclear poderá acontecer por uma disputa territorial. A região é dividida entre três países (Índia, Paquistão e China). Estes três países estão armados em termos nucleares, e a tensão na Caxemira resultou abalou a diplomacia entre o Paquistão e a Índia em várias ocasiões. O crime organizado no Paquistão incluem tráfico de drogas, falsificação de moeda indiana, extorsão, assassinatos de aluguel e fraude. Além disso, há outras operações criminosas como o tráfico humano, o mercado negro, a corrupção, a violência política, o rapto,o  terrorismo, etc
É pessoal este post não lá muito agradável para ler , mas ao menos nos informa sobre as cidades mais violentas do mundo e que bom que o Rio de Janeiro não está na lista de 2011, por que em 2010 ela estava na lista, se não me engano em 10º lugar.  Comentem, deixem aqui a sua opinião sobre esta lista.
11 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *