Skip to content

Neymar marca, e Mano começa na seleção com vitória e promessa de bom futebol cumprida

11 de agosto de 2010

Mano Menezes iniciou sua passagem como técnico da seleção cumprindo a sua promessa de jogo bonito e com cara de futebol brasileiro. Nesta terça-feira (10), o revigorado Brasil jogou bem e venceu os EUA por 2 a 0, em Nova Jersey. Com toque de bola, dribles e velocidade, o time nacional dominou a partida e conseguiu sua primeira vitória na estreia de um técnico desde 2000, com Emerson Leão.
As grandes expectativas giravam em torno das atuações de Neymar e Paulo Henrique Ganso. Ambos jogaram bem, e foram ajudados por boas partidas feitas por Robinho, Alexandre Pato, André Santos e Ramires.
A promessa de buscar um protagonismo no jogo também foi cumprida. A seleção brasileira dominou a posse de bola e não se descuidou da defesa. Neymar mostrou ter ficado à vontade com a camisa amarela e arriscou dribles, acertando a maioria. Ganso distribuiu o jogo tão bem quanto faz no Santos.
Nervosa nos primeiros minutos, a seleção brasileira não começou bem a partida. Até o experiente Daniel Alves errava passes na defesa e dava chances aos EUA. Em um desses erros, Landon Donovan recebeu a bola, passou por um marcador brasileiro e saiu na cara do gol. Atrapalhado por André Santos, ele não alcançou a bola na hora de finalizar.
Com o tempo, os jovens talentos da seleção começaram a aparecer e fazer o que se esperava deles. Aos 9min, Daniel Alves se recuperou dando bom lançamento para Alexandre Pato. O jogador do Milan tirou da defesa e bateu cruzado para fora.
O trio santista de Robinho, Neymar e Ganso passou a se movimentar e acertar os passes, que no início estavam sem precisão. Os três tinham a ajuda o lateral-esquerdo André Santos, que entrou bem, apoiando o setor ofensivo.
Na marca dos 15min, o Brasil já tinha ampla superioridade. Os Estados Unidos mal pegavam na bola. Aos 22min, Robinho tocou para Ramires chutar. Howard defendeu. Em seguida, aconteceu a primeira jogada de efeito da nova seleção brasileira. Neymar cortou para o fundo, fingiu que ia cruzar e deixou Spector quase sentado. O atacante tentou cruzamento, mas errou.
Aos 28min, saiu o primeiro gol da “era Mano Menezes”. André Santos recebeu na esquerda e deu cruzamento perfeito para Neymar, que cabeceou com igual perfeição e abriu o placar. Três minutos depois, Pato recebeu cruzamento e se enrolou com o goleiro Howard. A bola entrou, mas o árbitro marcou falta do atacante.
Os toques de bola do Brasil envolviam totalmente a seleção norte-americana. Aos 37min, Ganso deixou Robinho em condição de chutar, mas o jogador finalizou em cima de Howard. Aos 43min, Neymar quase marcou em jogada individual, mas o gol premiou Pato, que recebeu belo toque de Ramires nos acréscimos, driblou o goleiro rival e ampliou.
Na zaga, o estreante David Luiz mostrou segurança. Porém, a eficiência do toque de bola impediu o setor defensivo de ser muito testado. Apesar de ter errado 21 passes no primeiro tempo, o Brasil agradou, com oito finalizações, sendo duas no gol. Assim, Mano Menezes preferiu voltar com a mesma equipe para a etapa final. Nos EUA, apenas uma troca, no gol: saiu Howard e entrou Guzan.
O bom futebol brasileiro continuou no começo do segundo tempo. Logo no segundo minuto, Robinho deu belo passe para Pato. O jogador saiu novamente apenas com o goleiro à sua frente, mas chutou para fora. Aos 7min, Daniel Alves cruzou rasteiro e, após a bola passar por tentativas de finalização de Pato e Neymar, Robinho chutou na trave.
Os EUA então assustaram em gol não validado de Bradley, que cabeceou em posição de impedimento. Aos 14min, Mano Menezes fez sua primeira alteração, colocando Hernanes no lugar de Ramires. No minuto seguinte, Neymar deu duas pedaladas para cima de Spector e chutou, mas o goleiro Guzan jogou pela linha de fundo. Neymar ainda teve outra boa chance antes de ser substituído. O santista partiu em velocidade contra o goleiro rival, mas foi atrapalhado novamente pela zaga e chutou em cima do arqueiro.
Depois de Hernanes, Mano colocou André, no lugar de Pato, e Ederson, na vaga de Neymar. O atleta do Lyon, entretanto, teve a história mais triste da noite. Em seu primeiro minuto em campo, ele sentiu uma lesão e teve de deixar o campo, para a entrada de Carlos Eduardo.
O Brasil continuava melhor, mas errava nas finalizações. Aos 31min, Ganso deu lindo chute de fora da área, mas a bola bateu na trave. No minuto seguinte, Robinho chutou de dentro da área, mas a bola passou ao lado do gol. A grande oportunidade brasileira foi perdida aos 37min. André Santos tocou para André finalizar. A bola sobrou para Carlos Eduardo. Ele dominou na linha da pequena área, mas chutou fraco demais, e Guzan defendeu.
Mesmo sem gols no segundo tempo, o Brasil finalizou no ataque, com mais chutes perigosos e com uma postura diferente da vista na época de Dunga.
R7
escort mersin escort çorlu escort erzincan escort görükle escort Samsun