Cálculo Exato

O Advérbio

 

Hoje vamos falar sobre os advérbios.  Na verdade, vamos nos concentrar na definição. Muita gente apenas decora que “advérbio” é a palavra que acompanha o verbo, mas sequer sabe o que isso quer dizer. Claro que a definição é importante, não só no campo da morfologia, como também para a própria sintaxe. Portanto, o que vem a ser um advérbio? Vejamos o exemplo a seguir:

 

 

Fredericano come ração.
Fredericano e seu colar cervical da
Brega-Brega Práticos  Equipamentos Veterinários LTDA.
Agora, veja esses exemplos:
Fredericano come ração rapidamente.
Fredericano come ração na cozinha.
Fredericano comeu ração ontem.
Fredericano comeu muita ração.
Fredericano comeu rapidamente muita ração na cozinha ontem.

Perceba que nesses exemplos nós estamos detalhando a forma em que a ação verbal ocorre: definindo o modo (rápido, devagar, melhor, pior…), o lugar (na cozinha, no quarto, em Tangamandápio, em Pato Branco), o tempo (ontem, hoje, amanhã), intensidade (pouco, muito, bastante…) e por aí vai. Essas palavras são os advérbios. São palavras invariáveis que indicam as circunstâncias da ação verbal.
Alguns se flexionam (variam) em grau (pouco-pouquíssimo, perto-pertinho,…), aumentando ou diminuindo a intensidade, além do grau comparativo de superioridade (bem-melhor, mal-pior).
Porém, o mais importante é saber a classificação dos advérbios, ou seja: saber o que eles exprimem. Saber se eles dão a ideia de modo, tempo, lugar, afirmação, negação, dúvida e por aí vai.
Na Análise Sintática, o termo que tem valor de advérbio se chama “adjunto adverbial”.
Verbatin!
imagem extraída de:
lolcos.wordpress.com

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *