Cálculo Exato

Moradores são impedidos de entrar e sair do complexo do Alemão

Com o cair da noite, os moradores do complexo do Alemão ficaram impedidos de entrar ou sair da comunidade. A estrada de Itararé permanece fechada para o trânsito, somente veículos oficiais circulam no local.
A ordem, que impede o trânsito de moradores, partiu do comandante do Batalhão de Choque, Tenente Coronel Waldir Soares Filho. A atitude é uma forma de proteger as pessoas, já que mesmo com o cessar dos tiros, o clima ainda é de muita insegurança.
Por volta das 19h00 dois caminhões do exército, com aproximadamente 50 militares, chegaram ao complexo do Alemão. Os soldados se posicionaram nos acessos do complexo e tem a disposição armas para longa distancia.
O relações públicas da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Lima Castro, afirmou na tarde deste sábado (27) que aguarda a rendição dos criminosos para que não haja banho de sangue numa possível invasão ao complexo do Alemão, formado por mais de 15 favelas em uma área de 1 milhão de metros quadrados.
– Mães, peçam a seus filhos que se rendam, pois nós vamos entrar. Não queremos banho de sangue.
O coronel fez apelo se baseando no caso do traficante Mister M, que se entregou à polícia a pedido de sua mãe. Quando questionado sobre a invasão ao Alemão ainda neste sábado, Lima Castro ressaltou que a decisão de subir ou não depende de de ordens superiores, mas ressalta que os efetivos das Forças Armadas e das polícias do Rio de Janeiro têm superioridade em número de pessoas, inclusive com equipamentos adequados para efetuar incursões noturnas.
– Vocês viram as aeronaves voando, com vôo baixo. Está tudo mapeado. Os bandidos estão estressados, sem suprimento de alimento, de água e das munições que perderam no confronto. Tudo é favorável a nós. Nós podemos combatê-los por cima, por terra, mas isso não nos interessa. O que nos interessa é um Rio de Janeiro de paz.

R7

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *