Cálculo Exato

Dilma ou Aécio – Qual será o Resultado das Eleições 2014?

Minha boa amiga Mari me pediu para fazer um texto de política: uma reflexão sobre as Eleições presidências de 2014. Quem logrará vitória, Dilma ou Aécio? Vou tentar de forma sucinta traçar “O que mais ou menos está acontecendo nas nossas eleições”. Vamos tentar conversar sobre isso?

Qual será o Resultado das Eleições 2014?

Antes que alguém pense que vou fazer exercício de futurologia, devo informar aos amigos e amigas que não, eu não acredito em adivinhações, rs. Se vocês querem ver a sorte, procurem uma boa cartomante ou quiromante. O que vou fazer é aqui é tratar de fatos  e tentar ver mais ou o que está acontecendo, para daí, deduzir alguma coisa.

dilma aecio eleição

Após o primeiro turno, Dona Dilma falhou em conseguir apoio de algum dos outros “presidenciáveis”. Não muito inesperadamente o “Eduardo” do PV foi para o lado de Aécio e levou consigo a Marina.

Os aliados – O Caso Marina

A Marina sozinha é um caso a parte, porque ela se “autoimplodiu“. Ela tinha praticamente o Segundo Turno Certo, mas por falta de carisma, de jogo de cintura político, e de um monte de “Uma hora eu sou a favor de uma coisa, hora sou contra a essa mesma coisa”, ela não apenas foi perdendo eleitorado: Ela passou desconfiança, fraqueza.

Marina-Silva

Quando Marina (que nasceu PT) resolveu junto com monte de gente do PSB (caramba, muita gente do PSB traiu sua própria historia tudo pelo “poder”; menos a minha Senadora, dona Lídice da Mata e o ex-presidente do PSB) apoiar Aécio eu me perguntei 2 coisas: Ela vai atrair seus eleitores para o tucano, ou vai ser pior pra ele esse apoio? Afinal, ela se autoimplodiu…

Com o tempo me parece, que não importa muito os “aliados”: os eleitores seguiram para aonde “quiseram”. Talvez por causa do caráter “big brother” dessas eleições no 2º Turno.

Eleições “Reality Show”

reality show

Eu concordo inteiramente que hoje o eleitor está mais politizado e quer sim saber o que um ou outra foi ou fez da vida, mas no fim e ao acabo, ambos os partidos são corruptos (como em qualquer país do mundo, diga-se) e em decisão política o que realmente vale é a “Politica de Governo” de cada um, e menos “Eu sou menos corrupto 5% que você”.

Eu sei que o leitor ai do outro lado tá meio possesso com o que eu disse, mas no Brasil estima-se que corrupção “rouba” cerca de 1-2% do PIB. Na Europa ela “tira” do BC de lá 120 Bilhões de Euros por ano, e nos USA a corrupção é permitida por lei: chama-se Lobby.

Então se seu candidato (a) pagar de “Meu partido é Honesto, eu sou o senhor da Moralidade” pense 2x ou até 5x, porque todo mundo aqui no Brasil tem o rabo “preso”.

É só pesquisar um pouco e ver que “ninguém é besta”. O que realmente vale para decidir é a Politica de Estado que cada um dos 2 defende – de um lado o Neoliberalismo (Aécio – PSDB) e do outro um Estado mais Centralizador e Liberal (Dilma e PT).

Agora.. me eleger o Maluf é um exercício de dúvida filosófica. Mas isso não tem haver com o que a gente está papeando…

Eleições se tratam de Política de Estado (Sócio-Econômicas)

educação

Continuando: meus amigos, eu como alguém que entende de Geopolítica, posso dizer que decidir política como se decide um BBB é o maior “vacilo” do mundo. Política é programa de Governo, é o que mais vai te ajudar ou atrapalhar no seu dia-a-dia.

Vendo por esse lado, excluo com segurança a questão dos aliados. E se com o tempo o eleitor (a) esquecer essa visão de “Reality Show”, com certeza vamos ter uma eleição mais interessante, com discussões sobre políticas de estado (sócio-econômicas): que são assuntos que realmente interessam – todos os outros são falácias. Menos no caso de Maluf… ali é demais.

O Momentum e o que vai acontecer

dilma-rousseff

Sobre o “Momentum” que estamos vivendo, vemos uma dona Dilma na frente por pouco. Na realidade, eu posso te dizer que esse crescimento já vem há algum tempo, mas os institutos de pesquisa estavam “com medo” de falar. Como hoje a pressão é grande eles cedem e falam um número “um pouco menos irreal”.

Se alguém fosse me perguntar: Tassio, quem ganha essas eleições? Eu diria: Não sou adivinho, mas se Dilma ganhar será por pouco; se Aécio ganhar será por muito. Hoje observo o momento mais favorável à minha candidata (não voto em neoliberalismo senhores, sou a favor de um estado soberano), mas como se trata de política, não tenho certeza de nada.

O jogo pode virar muito, e muito rápido.

Termino dizendo aos amigos e amigas só um adendo: se preparem para a derrota, não importa qual lado vocês forem. Se Bahia, se Vitória, se Aécio, se Dilma. Quem ganha na democracia é sempre o povo.

Aceitem, votem conscientes, e que o show de democracia comece.
Abraços a todos!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *