Cálculo Exato

Como se Escreve Corretamente na Língua Portuguesa 

Se você tem dificuldade em saber como se escreve corretamente deve ficar atento pois é realmente preocupante e deve ser estudado algumas medidas para que este problema venha ser resolvido o quanto antes. Abaixo separamos alguns tópicos importantes que podem atrapalhar qualquer pessoa na escrita ou até mesmo em outros aspectos na língua portuguesa.

como se escreve corretamente

Erros de digitação

Geralmente a pressa e a desatenção está levando às pessoas a escreverem de forma abreviada e errada, principalmente em redes sociais.

Palavras escritas de maneira inadequada não são causa apenas de desconhecimento da ortografia. Outros fatores levam ao equívoco, como a pressa e a desatenção. Basta um pequeno descompasso e os dedos podem digitar “CEHAGNDO” em vez de “CHEGANDO”; “PERCURSOR” em vez de “PRECURSOR; “GATOS” em vez de “GASTOS” e “OUTURBO” no lugar do mês “OUTUBRO”.

Por que alguns verbos terminam com “s” e outros com “z”?

Você já percebeu que alguns verbos terminam com a letra “s” e outros com a letra “z” na última sílaba, certo? Você já se perguntou por que isto acontece e que dominando este aspecto pode deixar de escrever muita coisa errada?

Nas produções orais tudo se torna o mesmo som. Mas, na hora de escrever, para qual regra recorremos, se falar em voz alta ou mentalizar o som, nesse caso, não resolvem para grafá-los corretamente?

“Rivalizar”, “alisar”, “acusar”, “reluzir”, “improvisar”, “paralisar”, “cristalizar”.

Que razão há para que uns tenham “s” e outros “z” em suas terminações?

Simplesmente depende de qual palavra o verbo se originou. Muitos verbos se originaram de palavras que já contêm um “s” em sua sílaba final (exemplo: li-so). Assim, quando é acrescentada a morfologia de verbo a ela, o “s” mantém-se:

a + liso + ar = alisar

Da mesma forma, se contém um “z”:

re + luz + ir = reluzir

Domínio de vocabulário

– Ler muito é garantia de um amplo vocabulário?

A resposta é “não”. Mas por quê?

A leitura pode ser atenta ou desatenta e, mais importante que isso, o leitor pode (ou não) incorporar a palavra ao seu “vocabulário mental”.

Além desse, há outro ponto crucial: é preciso usar a nova palavra para torná-la parte de seu vocabulário ativo. Se você não colocar em prática o uso de um vocabulário mais amplo, os sentidos das palavras serão identificados quando você ler, mas não haverá um aumento real no uso de novas palavras. É como tirar carta/carteira de motorista e nunca mais dirigir – sem a prática não se automatiza a troca de marchas, o olhar os espelhos, etc.

Nesse sentido, um primeiro passo pode ser a simples troca de verbos chamados “curingas” (corretos, mas menos precisos) por verbos mais específicos.

Considerações Finais

Então, se você estudar alguns desses aspectos acima vai melhorar bastante o seu modo de “como se escreve” para sempre. É ideal também que fique sempre atento as novas regras de ortográfica para que não escreva palavras de modo que um dia já foram corretas, mas não são mais.

Veja também: Conjugação de Verbo

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *