Cálculo Exato

As 10 melhores universidades do mundo

Conheça as 10 melhores universidades do mundo segundo o QS World University Rankings que reúne as 600 melhores universidades do mundo. A lista é elaborada pelo conselho acadêmico QS, entidade que se encarrega de avaliar a qualidade dos centros de educação.
O QS avalia a qualidade das pesquisas das universidades, o nível de contratação dos graduados, o compromisso no ensino e o compromisso internacional. É criada com base em votos de 15 mil acadêmicos de todo o mundo.

1. University of Cambridge

Inaugurada em 1209, a Universidade de Cambridge é uma das mais antigas do mundo. Acredita-se que ela tenha sido fundada por um grupo de alunos expulsos da Universidade de Oxford que começaram a estudar com monges.
Este ano, a instituição inglesa ultrapassou a Universidade de Harvard e alcançou a primeira posição no ranking de melhores universidades do QS.

Desde 1901, 85 alunos de Cambridge ganharam o Prêmio Nobel. Atualmente, a universidade possui 31 faculdades.
Além do ranking da QS, Cambridge aparece na quinta posição da lista de melhores Universidades do Mundo feita pela Universidade de Xangai, divulgada no dia 12 de agosto deste ano.

2. Harvard University

Situada na cidade de Cambridge, nos Estados Unidos, a Universidade de Harvard acolhe os estudantes em 10 faculdades, que vão desde medicina à arte, passando por direito, negócios e saúde. Fundada em 1636, é a mais antiga universidade dos Estados Unidos.
Com seus 2.400 professores, Harvard se destaca no ranking, por seu ensino de alto nível. Ao todo, 40 prêmios Nobel estudaram na universidade.

Este ano, Harvard perdeu a primeira posição na lista de melhores Universidades. Isso não significa, contudo, que ela perdeu a popularidade. De acordo com a pesquisa, ela foi a mais citada pelos cerca de cinco mil empresários ouvidos para a elaboração do ranking.
Harvard é considerada a universidade mais cara e mais rica do mundo. Para estudar lá, é preciso cerca de 29 mil dólares (51 mil reais) por ano, o que rende um orçamento de quase 3 bilhões de dólares (5 bilhões de reais).

3. Yale University

A Universidade Yale foi fundada em 1701, na casa de Abraham Pierson, em Killingworth, Connecticut, nos Estados Unidos. Em 1716, a escola mudou-se para New Haven. A partir daí, a Universidade se expandiu, com a criação das faculdades de Medicina, Direito e Arquitetura.
Hoje, com 13 faculdades especializadas, Yale traz o prestígio de ter formado grandes nomes como os presidentes Bill Clinton e George W. Bush (tanto o pai quanto o filho).

Rivalizando com Harvard, Yale tem o segundo maior orçamento da América. Possui mais de uma dúzia de bibliotecas com 11 milhões de volumes escritos e 11.200 alunos.
A seleção dos estudantes é rigorosa. No último processo seletivo, menos de 10% de um total de quase 20 mil inscritos foram admitidos.

4. UCL (University College London)

A University College London foi criada em 1826, em Londres. É descrita pelo jornal “The Sunday Times” como “uma potência intelectual com uma reputação conhecida mundialmente”.
Essa reputação se reflete entre seus alunos: 30% dos estudantes são estrangeiros, originários de quase 140 países diferentes. O corpo docente é o maior do Reino Unido, com 648 cadeiras. Mais de 4 mil acadêmicos são dedicados à pesquisa e ao ensino.

Atualmente, a universidade orgulha-se de ter formado 21 cientistas ganhadores do prêmio Nobel. O último deles, o professor Charles Kao, recebeu a maior premiação da ciência mundial em outubro de 2009.

5. Massachusetts Institute of Technology (MIT)

Especializado no estudo de engenharia, a Massachusetts Institute of Technology subiu do nono para o quinto posto do ranking. Segundo o QS, essa elevação mostra a força e o prestígio das universidades especializadas em tecnologia.
Situada na cidade de Cambridge, o MIT possui uma das mais famosas equipes de pesquisadores. Prova disso são os 47 prêmios Nobel que estudaram em suas salas de aula.

No entanto, o MIT não forma apenas nas áreas técnicas. Suas formações em ciência política, história e economia, no passado menos concorridas, vêem suas inscrições aumentarem cada vez mais ano após ano.
A cada ano, 2.135 estudantes de 119 países diferentes solicitam admissão, dos quais somente 105 são aceitos.
Quase todos os admitidos no rigoroso processo de seleção
se destacaram em áreas como música, artes, pesquisa científica ou esportes em âmbito regional, nacional ou internacional.

6. University of Oxford

A Universidade de Oxford é a sexta melhor universidade do mundo e a segunda
melhor da Europa segundo o mesmo ranking. Concorrente de Cambridge, Oxford é a mais
antiga universidade em língua inglesa, fundada por volta de 1096.
Tem uma grande variedade de opções de cursos. Dos seus alunos, apenas 1,8% desistem dos estudos por ano. Um índice bastante inferior com o apresentado por outras instituições inglesas.

O tutorado, a qualidade dos cursos, o corpo docente e a facilidade de ingressão no mercado
de trabalho contribuem para sua notoriedade. Em 10 anos, os pedidos de inscrições

aumentaram em 61%.

7. Imperial College London

A Imperial College London foi fundada em 1907 e está localizada no centro de Londres.
Ela conta com mais de 3 mil professores e pesquisadores, além de 14 mil alunos.
Ministra 238 cursos e mantém pesquisas focadas nas áreas de ciência, engenharia, medicina e negócios. A universidade se destaca também por sua participação nas áreas da indústria, comércio e saúde.
É considerada, pelo ranking da QS, a sétima melhor universidade do mundo e a terceira melhor do Reino Unido. Nos cursos de engenharia e tecnologia da informação, é considerada a segunda melhor da Europa.

8. University of Chicago

Fundada em 1890 pelo magnata do petróleo John D. Rockefeller, a Universidade de Chicago abriu suas primeiras turmas em 1 de outubro de 1892. Está localizada na comunidade de Hyde Park no lado sul de Chicago, a apenas 15 minutos do centro da cidade.
Foi uma das primeiras universidades dos Estados Unidos. Sua concepção é baseada na soma da interdisciplinaridade das faculdades liberais de arte e das universidades de pesquisa alemãs.
Com cursos que abrangem todas as áreas, foi da Universidade de Chicago que surgiram mais de 70 ganhadores de Prêmios Nobel em diversas áreas do conhecimento.
O descobridor da estrutura do DNA, James Watson, foi um deles. Responsável pelo Projeto Genoma Humano, Watson recebeu o prêmio Nobel em 1962.

9. California Institute of Technology (Caltech)

Com pouco mais de 2 mil estudantes, a pequena universidade localizada na cidade de Pasadena, na Califórnia, conseguiu se sobressair entre as dez melhores do mundo.
Um dos fatores para isso é a parceria entre o California Institute of Technology (Caltech) com a NASA, a agência espacial americana.

Por conta disso, é responsável pela administração do Laboratório de Propulsão a Jato (Jet Propulsion Laboratory, o JPL), um complexo autônomo de vôos espaciais. É neste espaço que boa parte das sonas das NASA são projetadas e monitoradas.

Essa aliança com a agência, assim como com empresas do Vale do Silício, é um dos fatores que mais atraem os estudantes. A excelência do ensino e pesquisa também é conta para essa popularidade.
Prova disso são os resultados promissores com terapia genética em camundongos publicados recentemente por pesquisadores do Caltech.

10. Princeton University

A décima da lista é a Universidade de Princeton. Essa Universidade de Nova Jersey, fundada em 1746, foi estabelecida no edifício histórico de Nassau Hall. Por um tempo, esse prédio serviu de capital dos Estados Unidos.

Ela conta com 34 departamentos, desde antropologia a química, além de vários centros de pesquisas, como o Instituto de Neurociência, o Centro de Estudos dos Afro-Americanos e o Centro de Artes.

Se gostou do post colabore com o Blog.

Portal Exame

5 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *