Cálculo Exato

10 nomes inusitados e estranhos de cidades brasileiras.

São mais de 5 mil municípios brasileiros e muitos deles com nomes estranhos


Não só as pessoas têm nomes estranhos, exóticos, as cidades também. Não dá para entender por que alguém ou um grupo de pessoas colocam nomes estranhos, inusitados em suas cidades. O nome de de uma pessoa é possível trocar, desde que este lhe exponha
ao ridículo  mas quanto à cidade creio que não.

A titulo de curiosidade vamos listar 10 nomes inusitados e estranhos de cidades brasileiras.

1. Pendências (RN)

Quem nasce lá é… pendenciano
População: 13,4 mil
Existe desde 1953 como município, mas como distrito desde 1943. Antes se chamava Independência.

2. Baía da Traição (PB)

Quem nasce lá é... baianense
População: 8 mil
Existe desde 1962 como município, mas mantém o nome desde 1908, quando ainda era distrito.

3. Xique-Xique (BA)

Quem nasce lá é… xiquexiquense
População: 45,5 mil
Existe desde 1928 como munícipio. Mas o distrito foi criado com o nome de Chique-Chique mais de 200 anos antes, em 1714.

4. Venha-Ver (RN)

Quem nasce lá é... venha-verense
População: 3,8 mil
Existe desde 1992, mas existia como distrito, com o nome Padre Cosme, desde 1963.

5. Anta Gorda (RS)

Quem nasce lá é…antagordense
População: 6 mil
Existe desde 1963 como município, mas ganhou o nome em 1911, quando ainda era distrito.

 

6. Curral Velho (PB)

Quem nasce lá é… curral-velhense
População: 2,5 mil
Existe desde 1963, mas como distrito com o mesmo nome desde 1959

7. Passa e Fica (RN)

Quem nasce lá é... passafiquense
População: 11,1 mil
Existe como município desde 1962.

8. Pintópolis (MG)

Quem nasce lá é...  pintopolense
População: 7,2 mil

9. Bofete (SP)

Quem nasce lá é… bofetense
População: 9,6 mil
Existe desde 1960 como município, mas como distrito, sob o nome Rio Bonito, existia desde 1866.

10. Gado Bravo (PB)

Quem nasce lá é… gadobravense

População: 8,3 mil
Existe como município desde 1994, mas tinha, como distrito, o nome desde 1965.

Se gostou do post curta também no facebook:

Tags:
7 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *